Burger King paga 30 mil likes por engajamento de verdade

O Burger King, aquele que já fez você torrar uns amigos em troca de Whopper grátis e levou vários prêmios por isso, resolveu fazer o mesmo: abrir mão de 30 mil “fãs” da marca. A marca ofereceu uma alternativa aos fãs de sua página norueguesa: curtam a nova página do Burger King ou ganhem um vale-Big Mac e sejam banidos para sempre da nossa fanpage. 30.000 pessoas preferiram a segunda opção.

Sim amigos, eles fizeram “a limpa” no Facebook. Criaram uma nova página, destinada apenas aos fãs de verdade, e deram o principal sanduíche do concorrente como presente de despedida. E ainda, segundo números e cálculos próprios, aumentaram seu poder de engajamento em 5 vezes.

Eu fico imaginando a agência propondo uma ação pra perder followers e ficar só com os fãs. Eu fico imaginando o cliente topando. Eu queria demais estar nessa reunião.

Confiram aí o videocase (com péssima qualidade de imagem, sorry), que explica tudo direitinho.

b9_whopper

Brainstorm9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Facebook | Contato | Anuncie

Volvo aposta em adrenalina

Você provavelmente conhece a Volvo como uma marca sinônimo de segurança. Desde sempre foi assim, seu principal argumento. Mas agora, pelo menos para a linha de caminhões, ela está colocando “algo mais” em seus comerciais. Segurança e adrenalina formam uma dupla inseparável nos dois últimos filmes da marca.

Em setembro, foi lançado o “viral” The Hook. Nele, o presidente da Volvo Trucks, Claes Nilsson, aparece de capacete e terno falando “Eu aprendi se você quer criar um hit no youtube, é preciso fisgar a audiência logo no começo do vídeo”. Bom, se você ainda não viu, entenda porque a frase faz tanto sentido:

Bom, os mais de 2 milhões de views confirmam o sucesso. Tanto que agora eles investiram em uma produção ainda mais complexa e numa associação mais inusitada: um caminhão vermelho como “isca” para a Farra do Boi em Ciudad Rodrigo, na Espanha. Foram mais de 250 pessoas e 28 câmeras para fazer o vídeo que é destaque deste post.

Fora isso, o site The Chase 360 mostra todo o making of do vídeo, destacando alguns pontos turísticos e permitindo que você escolha assistir pela câmera 360 no alto do caminhão, pela visão do helicóptero, de um dos corredores ou de um ângulo mais próximo de um dos touros. Definitivamente, vale o clique. Abaixo algumas imagens.

volvosite volvosite2 volvosite3

 

Obs: É claro que foi um desafio GIGANTE escrever esse post de forma imparcial, sem fazer qualquer alusão ao recente caso do Instituto Royal e sem falar sobre o quanto acho grotesco e primitivo ao que muitos chamam de tradição. Mas o fato é que a prática existe. E a Volvo explorou o tema de forma inteligente e o projeto é bem interessante.

Brainstorm9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Facebook | Contato | Anuncie

Pela porta da frente

De certa maneira, toda boa ideia acaba virando uma fórmula. É repetida, copiada e claro, transformada em alguma forma de ganhar dinheiro.

Outro dia, em um dos Braincasts, ouvi o Saulo falar sobre algo bem característico dos anos 2000 na publicidade: peças que se apoiam quase que 100% em um garoto-propaganda. Um rostinho nem sempre bonito mas na maioria das vezes conhecido se torna muito mais influenciador do que um conceito interessante, uma boa ideia, ou até mesmo um bom texto.

Mas boas ideias, bons textos e rostos conhecidos surgem a cada segundo na tal da internet.

Foi assim que o Porta dos Fundos deixou de ser um projeto lado B. Antes, tinha uma coisa quase underground, daquelas que você passa o link para os amigos com o simples propósito de dar risada, sem esperar que alguma propaganda marota vai enxergar em você um público circunstancial. Passou a ser um canal, um programa, que faz publicidade de um jeito claro (bem diferente do Rei Silvio Santos fazendo as propagandas subliminares de 1 frame para Jequiti).

O que chama a atenção na trajetória deles até aqui é a completa inversão do relacionamento entre a “marca” Porta dos Fundos e várias outras marcas de produtos e serviços.

Se você acompanha, mesmo que por cima, o canal (que é excelente, com alguns roteiros incríveis), deve se lembrar da primeira vez que uma empresa é citada de forma indireta (só que não). Fábio Porchat de Blue Men Group, tentando cancelar uma linha de celular, expondo problemas da TIM que fizeram clientes e não clientes se identificarem.

Depois foi a vez do Spoleto e seu atendimento com falhas. E da primeira grande virada: “Vamos aproveitar isso a nosso favor?”. Fizeram o segundo, que sugeria às pessoas reverem o primeiro e conquistou para a marca uma simpatia, uma imagem positiva vinda da atitude ousada de bater no peito e fazer o mea culpa.

Daí veio a FIAT, pulando a parte da crítica, indo direto para a propaganda, aproveitando os rostinhos e o canal conhecido (e descaracterizando um pouco o estilo deles).

Mas agora lá estão eles. Clarice Falcão – que já tinha um canal próprio beeeem legal no YouTube – emplacou uma música pra lá de chiclete para o Pão de Açúcar. Seu par, Gregorio Duvivier, que na época das propagandas da NET era quase um anônimo, já chama mais atenção do que o anunciante nos filmes do Renault. E o Fábio Porchat, que já não era exatamente um desconhecido, agora encena até mesmo propaganda dos biscoitos Mabel e da Prepara (!).

Puxa, que coincidência! Claro que não. O canal Porta dos Fundos Comerciais está lá, a todo vapor. Uma agência, uma produtora, uma mina de ouro. Mandem portfólios!

O que quero concluir com isso? Apenas a reflexão de que talvez estejamos entrando numa tendência de rir de nós mesmos, de olhar a ironia com bons olhos, de aprendizado sobre como usar a opinião espontânea do público em tempos de redes sociais. Talvez tenhamos passado da fase do “te processo”, e logo mais o CONAR fique menos rígido.

E que daí, quem sabe, um dia, a gente volte ao tempo em que a publicidade brasileira ganhava prêmio a rodo, porque tinha humor inteligente e ousado (aquele dos argentinos de hoje em dia, sabe?).

Enfim, é como diria o @raul_amderlaine: “mas devago” (sic).

Brainstorm9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Facebook | Contato | Anuncie

Um carro movido a Coca-Cola e Mentos

Coca Cola Mentos Car

A Coca-Cola Zero poderia ser a solução para o problema do aquecimento global e uma alternativa como forma de energia renovável, mas a experiência não deu certo – apesar da comemoração no vídeo abaixo.

Foram necessários 108 garrafas de 2 litros de Coca-Cola e 648 Mentos para se locomover pela incrível distância de… 67 metros.

Mas isso não importa. É quase uma nova vida para o meme Coca-Cola e Mentos. Você pode também assistir em 3D.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


Subway vai iniciar a revolução do queijo em 1º de julho

Subway Cheese

Acabou. A internet venceu. Nada mais importa, nem os vazamentos infinitos de petróleo, nem cargueiros atacados, nem os buracos gigantes da Guatemala, nem mesmo o Ficha Limpa. Só o que você precisa saber agora é que: o Subway vai alternar a posição do queijo em seus sanduíches.

Tudo começou há 3 anos, quando um “protesto” tão bem humorado quanto nonsense advertia sobre a “desnecessária sobreposição de lacticínios” nos produtos da rede. Virou até camiseta.

Pois bem, a justiça enfim veio, e o Subway enviou um memorando aos seus funcionários ensinando sobre a nova maneira de distribuir o queijo. A partir de 1 de julho, o mundo vai ser diferente.

O criador do protesto original, Drew, decretou: “vencemos a guerra contra a indecência geométrica”.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


Groovin’ With Ken!

Ken Toy Story 3

A Pixar publicou em seu canal no YouTube mais um “viralzinho” para promover “Toy Story 3″ (lembra do comercial vintage do urso?).

É como se fosse uma entrevista com um dos novos personagens da animação, Ken, que encara perguntas do tipo: “como você se sente sendo um cara que é um brinquedo de menina?”

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


Your Heineken

Heineken Your

Embalagem customizada não é novidade faz muito tempo. Diversas marcas já permitem personalização através de alguma ferramenta online e, cobrando um pouco a mais, entrega o produto “exclusivo” em casa.

No Reino Unido, a Heineken também entrou na brincadeira, e permite que você escolha entre 42 designs ou faça upload da sua própria imagem. Depois disso, em até 15 dias entregam um six-pack no seu endereço por 29,90 euros.

A criação é da AKQA e, claro, ainda não vale pro Brasil.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


Quem é mais rápido: O Opera ou uma batata?

Lembra dos fantásticos testes de velocidade do Google Chrome? O pessoal do Opera resolveu tirar um sarro e tentar quebrar o recorde mundial dos testes de velocidade com batata.

É a mesma pergunta feita pelo Google em seu vídeo, mas com outro navegador no lugar: Quem é mais rápido, o Opera ou uma batata?

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


O banner perfumado da Natura

Para divulgar a nova fragrância de seu perfume Kaiak, a Natura criou um banner com cheiro. Dois segundos para você imaginar como isso funciona…. 1… 2…

Pois é, não é desse jeito que você pensou não. Em uma parceria com 15 lan houses pelo Brasil, foi instalada uma traquitana que faz o banner “sair” da tela com uma amostra do perfume.

No vídeo-case abaixo, sob medida para Cannes, você pode ver a ação acontecendo e a reação das pessoas. A criação é da ID\TBWA.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


O que é “Uniqlo Lucky Line” no Trending Topics do Twitter?

Uniqlo Lucky Line Twitter

A rede japonesa de lojas Uniqlo já está há algumas boas horas no topo do Trending Topics global do Twitter. O motivo é uma campanha que celebra o 26º aniversário da marca, chamada “Lucky Line”.

Funciona assim: as pessoas entram no site uniqlo.com/jp/#line, onde existe uma fila virtual. Ao entrar na fila, um tweet automático é enviado com a seguinte frase: “Eu entrei na Uniqlo Lucky Line. Sou o número X!”.

E um de cada 26 usuários é selecionado para ganhar um cupom de 1,000 yens para gastar nas lojas Uniqlo. No momento desse post já são 33968 pessoas na fila, e a promoção – válida só para japoneses – acaba no fim da semana.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


Young Lions | Como fazer sucesso nas agências

O leitor Felipe Cirino mandou para gente a história desse vídeo por e-mail que colo partes aqui:

Todos os anos uma grande agência faz a campanha divulgando o Young Lions. Este ano uma agência lançou um concurso: criar a camapnha do Young. Enviei um roteiro de um “viral”. Sabia que minhas chances eram praticamente nulas, seria muito mais cômodo premiar um anúncio página dupla do que produzir um filme. Mas por incrível que pareça, um júri formado por alguns ex-Youngs premiaram uma campanha com anúncios e o viral.

Realmente foi uma grande surpresa. Mas precisava de parceiros pra produção, só assim o resultado do concurso seria consolidado. A produtora Pródigo topou fazer o projeto na hora. Mais surpresas. Ainda faltava uma aprovação, com a grande estrela do filme. Inacreditavelmente ele topou sem nenhuma exigência.

Correria, produção e filmagem em tempo recorde, mas valeu pelo resultado. Acabamos de subir no Youtube e estou enviando em primeira mão pra vocês. Agora vem a parte 2 do trabalho que é espalhar.

Boa sorte ao Felipe na carreira e na busca por emprego na Argentina, porque aqui no Brasil… o nome dele deve estar na ficha de segurança de todas as agências. :-)

Brincadeiras à parte, muito boa a brincadeira com a subjetividade, os egos e o jogo de poder no mercado. Chamem o Galvão, é viralzinho Brasil!

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


ROFLcon 2010: Indieweb e a explosão criativa nos EUA

Com esse post, estreia aqui no Brainstorm #9 a participação de Bob Wollheim. Empreendedor, socio da Sixpix, conteúdo focado em Gen. Y, que publica as plataformas Pix e ResultsON

RolfconCreative Commons License fotos: Scott Beale / Laughing Squid

Este final de semana participei do ROFLcon, evento que aconteceu no MIT aqui em Boston (EUA), e que reuniu a galera que curte, faz, brinca e se diverte com os memes da web.

ROFL, ou Rolling on the Floor Laughing – algo como rolando no chão de tanto rir – juntou memes como os Lolcats do Ben Huh, o David After Dentist, com o Little David e o Big David presentes, o Mahir do I Will Kiss You, passando por todo o tipo de bobagem, brincadeira, escárnio e humor.

Foi uma experiência incrível mergulhar nessa web indie – muitas das coisas já nem tanto indie hoje em dia – e poder ver, papear, debater e interagir com quem produz o conteúdo que bomba (ou bombará) na internet do mundo.

RolfconCreative Commons License fotos: Scott Beale / Laughing Squid

Imagino que muitos conhecem vários destes sites (veja os links ali abaixo) e não tenho a menor pretensão de trazer as novidades da América (SIC!) para um público que conhece muito mais do que eu, mas queria fazer sim uma provocação: onde está essa web indie, criativa, ousada, menos politicamente correta e totalmente irreverente no Brasil? Temos alguns bons casos, claro, tipo o Jovem Nerd, o Kibeloco, o Judão, o Tas, a Rosana, o Inagaki e até o próprio Brainstorm #9, mas na realidade sinto que poderíamos ter uma veia indie MUITO mais forte, derrubando preconceitos, produzindo conteúdo e criando uma cultura pop wébica aí no Brasil.

Sinto falta de uma cena mais indie, mais ativa, tipo um ROFLcon onde uma galera se reune para papear e entender para onde vai a web (ou pra onde eles estão levando a web). Se estou certo no meu raciocínio, seriam os motivos culturais? Econômicos ou sociais?

Não sei, talvez de tudo um pouco, somado o fato que temos uma única emissora de TV que tem 80% da audiência (analisamos uma nuvem de tags de virais na Pix ano passado e deu um “Globo” enorme no centro dela!?), um povo um tanto quanto preconceituoso (já se ligou que uma parcela enorme dos virais brasileiros é de gente fazendo chacota ou rindo da desgraça ou da burrice alheia e normalmente de gente menos favorecida?!) e um país onde é duro ganhar a vida, o que nos força a pegar um emprego que nos garanta, mas que também nos tolha a liberdade? (já reparou quantos blogueiros bacanas arrumaram empregos na “social media inc” brazuca e perderam o charme (ou a independência) de blogar, tuitar, etc?)

RolfconCreative Commons License fotos: Scott Beale / Laughing Squid

Não quero estrear meus textos aqui neste espaço – btw, obrigado pelo convite editores! – de uma maneira negativa, muito menos macacando a gringaiada, mas também acho que simplesmente ser hey ho let’s go para tudo é confortável, simples e indolor, mas totalmente inócuo. Eu vir aqui para incensar meus amigos ou dizer que a web brasileira é demais… era melhor não vir! Claro que temos coisas muito legais, como já disse, mas pelo que somos, pela nossa criatividade, inventividade e até mesmo pelo “djeitinho” brasileiro, poderíamos ter muito mais!

Ou não?

Se você está lendo isso, ficou puto, discorda, e tem uma boa idéia, ótimo, era isso mesmo que eu queria criar na sua cabeça. Faz acontecer, acredita, me prova que estou errado, FAZENDO!

Não se contente com um bom empreguinho ou em ser convidado para todas as festinhas da social media, ganhar presentinho e ficar tuitando que o celular X é o máximo quando todos nós sabemos que não é! Tenho certeza que tem muito mais coisas bacanas nas cabeças por aí e se faltava um empurrão/provocação, agora não falta mais!

| Pessoas que estão pensando a web e que vale acompanhar:
Ethan Zuckerman (Berkman Center for Internet and Society) – @ethanz
Danah Boyd (Microsoft Research) – @zephoria
Christian Sandvig (Berkman Center for Internet and Society)

| Empresas/grupos que estudam os memes e a web:
BuzzFeed / Jonah Peretti
The Meme Factory

| Sites que estão acontecendo por aqui e vale ficar de olho:
Lamebook.com / Cockeyed.com / Rathergood.com / Awkwardfamilyphotos.com / Textsfromlastnight.com / Stuffwhitepeoplelike.com / Internetfamo.us / Youshouldhaveseenthis.com / KnowYourMeme.com / 4chan.org

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


“Brightfalls”, uma série online que é o prólogo de “Alan Wake”

Alan Wake Game Prequel Xbox

A indústria dos games continua investindo em conteúdo extra para seus lançamentos. Seja em formato de HQ, animação ou filme, como os casos recentes de “Dead Space”, “Dante’s Inferno” e “Assassin’s Creed II”.

Além de funcionar como excelente material de divulgação do jogo, é um tipo de produção que amplia o universo da história original, e com grande potencial de atrair um público não-gamer.

A Remedy com seu esperado thriller “Alan Wake”, que será lançado em maio, também aposta nisso e lançou a minissérie online “Brightfalls”. Dois dos seis episódios programados já foram publicados no site brightfalls.com, e funcionam como um prólogo do jogo.

É o mesmo clima de suspense prometido no Xbox 360, e você nem precisa gostar ou ao menos ter ouvido falar de “Alan Wake” antes para gostar. Assista abaixo o primeiro episódio, “Oh Deer”.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


VH1 Players

VH1 Players

Se você está cansado da interface padrão dos players do YouTube, pode tentar transformá-lo em algo mais interessante com o VH1 Players. São 14 diferentes opções relacionadas a música, é claro, que vai de AC/DC a Amy Winehouse, de KISS a Ray Charles.

Basta colar o link de qualquer vídeo do YouTube na opção desejada, e então pegar o novo código embed para publicar no seu site. Olha o exemplo abaixo.

O mais legal do projeto é que se a coisa pega, ganha uma importante viralização natural. Um widget bem apropriado. A criação é da AlmapBDDO, com produção da Cine e Panela.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


Pixar cria comercial-viral vintage para novo personagem de “Toy Story 3?

Toy Story 3 Bear

A Pixar é a Disney dos novos tempos, ainda que as duas sejam a mesma empresa. Você entendeu. E você sabe também dos clássicos (isso mesmo, sem exageros) que o estúdio lança a cada ano.

Porém, o que talvez não saiba é que a Pixar também está ficando boa nesse negócio de marketing viral. Primeiro, revelaram os novos personagens de “Toy Story 3″ um a um, começando por uma imagem misteriosa que só trazia a sombra de cada um deles.

Um dos mais importantes desses novos personagens será o Lots-o’-Huggin’ Bear. Segundo a descrição da própria Pixar:

“Um jumbo, extra-macio urso de pelúcia com um corpo rosa e branco e um nariz de veludo roxo. Este simpático urso mexe a cabeça e fica acima de qualquer outro urso de pelúcia pois ele cheira a morangos doces! Com um sorriso que vai iluminar o rosto das crianças e uma barriga pedindo para ser abraçado, Lots-o’-Huggin’ Bear certamente vai se tornar uma necessidade na hora de dormir. Resistente a manchas. As manchas na superfície podem ser limpas com um pano úmido.”

E como se fosse um comercial de 1983, a Pixar produziu o vídeo abaixo sobre o personagem:


Foursquare facilita a participação das empresas dentro do serviço

Foursquare

Para automatizar e encorajar o processo de criar ofertas nos estabelecimentos, o Foursquare adicionou a poucas horas a seguinte pergunta em cada uma das venues: “Are you the manger of this business?”

Agora, o dono do local pode se cadastrar e dizer que quer tem controle sobre sua página no Foursquare, e assim adicionar benefícios para os usuários da ferramenta, conforme explicado na página foursquare.com/businesses

Mais do que isso, os estabelecimentos cadastrados podem ter acesso a estatísticas em tempo real, e saber quais são os visitantes mais recentes, quantidade de check-ins, em que horário do dia as pessoas vão ao local, etc.

Informações que certamente terão grande valia para as marcas interessadas em se engajar no Foursquare, e que também poderão colar os simpáticos adesivos abaixo no mundo real.

Foursquare

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


BBH cria novos comerciais para o Google Chrome

Lembra do incrível Google Chrome analógico do fim do ano passado? A BBH lançou dois novos vídeos no mesmo estilo, mas desta vez focando em duas características específicas: extensões e tradução incorporada ao browser.

Apesar do envolvimento de uma agência gigante e de os filmes não serem veiculados em TV, não deixa de ser investimento consistente do Google em publicidade.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


BBH cria novos comerciais para o Google Chrome

Lembra do incrível Google Chrome analógico do fim do ano passado? A BBH lançou dois novos vídeos no mesmo estilo, mas desta vez focando em duas características específicas: extensões e tradução incorporada ao browser.

Apesar do envolvimento de uma agência gigante e de os filmes não serem veiculados em TV, não deixa de ser investimento consistente do Google em publicidade.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


iPhone 4G: marketing viral, perda ou roubo?

iPhone 4G HD

A história do iPhone 4G perdido em um bar chega a ser tão curiosa quanto absurda. Como assim alguém deixou cair do bolso o protótipo de um dos produtos mais importantes da atualidade? É algo tão tolo como um engenheiro da NASA dizer: Criei o protótipo de um novo ônibus espacial, mas esqueci onde o estacionei.

As fotos novo iPhone, que foi dado como falso e depois confirmado como um objeto real da Apple, estão circulando toda a internet desde o fim de semana, e com isso podemos levantar a velha questão: seria uma estratégia de marketing viral orquestrada pela própria empresa de Cupertino?

É muito mais interessante e até divertido pensar dessa maneira. A Apple finge que perdeu o aparelho, os especialistas e editores ficam felizes por isso e a notícia se espalha mais que as cinzas do vulcão Eyjafjallajökull. Mas vem cá, a Apple precisa disso? A resposta é óbvia.

Fazer com que fotos e informações “vazem” é uma coisa, “perder” por aí o protótipo de um novo e desejado produto, que pode muito bem ser usado por concorrentes, é outra completamente diferente.

Então decidimos: A Apple não fez isso. Então quem fez? John Gruber, influente editor sobre a maçã do Daring Fireball, tem uma forte hipótese: roubo. O Gizmodo, que divulgou as imagens abaixo em uma completa autópsia do gadget, teria comprado o iPhone roubado de alguém que sabe quem é, ou pior, é o próprio gatuno.

De qualquer forma, marketing viral da Apple é a minha última aposta nessa caso.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie


Harley-Davidson no Chatroulette

Harley Chatroulette

Eu encaro isso como “a primeira ideia”, mas que ganha destaque por utilizar a ferramenta do hype na internet.

A Harley-Davidson utilizou o Chatroulette para uma mensagem simples: a webcam mostrava uma placa dizendo: “Desculpe, estou na estrada”. Ou seja, um cara que não pode perder tempo com as “bobagens online”.

Pelo custo, praticamente zero, vale a pena. A criação é da agência alemã Sassenbach.

Brainstorm #9Post originalmente publicado no Brainstorm #9
Twitter | Contato | Anuncie